Como foi, enfim, o super crossover da DC Comics?

Super crossover DC Comics

Esse post contém spoilers moderados. Continuar lendo é de sua responsabilidade.

Após a dominação da Marvel nos cinemas, a DC vem, já há bastante tempo, tentando conquistar seu lugar ao sol na telinha:

  • Arrow (o Arqueiro Verde) já está em seu quinto ano;
  • The Flash está na terceira temporada;
  • Legends of Tomorrow e Supergirl estão na segunda.

Somadas são cerca de DOZE temporadas só de conteúdo da DC (ou 15 se contarmos Gotham, da FOX, e Constantine, já cancelada).

A ligação entre as séries está no seu DNA: Arrow inaugurou o universo da DC na TV e mostrou Flash (Barry Allen) pela primeira vez no episódio 2×8: “The Scientist”. Dali pra frente o speedster ganhou sua própria série e ambas contribuíram com os personagens de DC’s Legends of Tomorrow. As três séries são produzidas pelo canal The CW o que facilita a produção amarrada e pelo menos um crossover anual entre elas.

Arrow -- "The Scientist" -- Image AR208b_0204b -- Pictured (L-R): Stephen Amell as Oliver Queen, Grant Gustin as Barry Allen, and Emily Bett Rickards as Felicity Smoak -- Photo: Cate Cameron/The CW -- © 2013 The CW Network. All Rights Reserved
Primeira aparição de Barry Allen, em Arrow.

Supergirl começou na CBS, o que trouxe um aspecto bem mais light e colorido para a história de Kara Danvers em comparação às séries da CW. Porém, num raríssimo crossover entre-canais, no episódio 1×18 da série da garota de aço, “World’s Finest”,  encontramos ninguém mais ninguém menos que Barry Allen, o Flash, diretamente de um (canal e) universo paralelo.

cbs

Mais tarde a CBS cancelou Supergirl, a CW adquiriu os direitos e aproveitou para expandir ainda mais o mundo DC.

Aí ficou a questão… Quando veríamos as séries interagindo entre si? Quando e como Supergirl ia conhecer os outros heróis se todos estão em um universo alternativo? É justamente isso que foi respondido e mostrado durante essa semana no super crossover da DC. A história aconteceu nessa ordem:

  • 28/11/2016 – Supergirl – 2×8 – Medusa (1)
  • 29/11/2016 – The Flash – 3×8 – Invasion! (2)
  • 30/11/2016 – Arrow – 5×8 – Invasion! (3)
  • 01/12/2016 – DC’s Legends of Tomorrow – 2×7 – Invasion! (4)

Os títulos dos episódios meio que entregam algo óbvio: a participação de Supergirl no super crossover não foi tão natural.


Supergirl – 2×8 – Medusa (1)

Nota do crossover: 4

Tirando minúsculas referências sobre o crossover que estava se montando, o episódio foi mais focado em acontecimentos da linha do tempo da própria Supergirl, como a batalha contra o Cyborg Superman.

ctborg

Somente no “último bloco”, faltando cerca de 60 segundos para o episódio acabar, o crossover se inicia com Barry e Cisco chegando ao apartamento de Kara, que não pensa duas vezes e diz: “Contra quem nós vamos lutar?”. Curiosamente, essa única cena é mostrada também em The Flash, tornando esse episódio de Supergirl totalmente desnecessário para o crossover (por isso a nota baixa).

entremundos


The Flash – 3×8 – Invasion! (2)

Nota do crossover: 10

Já em The Flash o crossover foi muito “mais crossover”, atingindo o que, para mim, foi o ápice do capítulo. Antes mesmo da apresentação já vemos vários dos heróis envolvidos duelando *CONTRA* Barry e Oliver (e aí vem um “10 horas atrás…”).

speedy
Até a Speedy voltou pra treta.

O ritmo do episódio segue bem interessante: Em menos de 10 minutos Barry já está reunindo todos os heróis que conhece, incluindo Oliver, os “Legends” e Kara.

karaprovando

Não demora muito para que o que foi mostrado no começo do episódio (onde todos estão contra Barry e Oliver) alcance a história e o ritmo só aumenta até os últimos segundos.

Paralelamente, Kid Flash segue evoluindo e Flashpoint segue deixando vítimas. Conforme a temporada evolui os problemas causados pela viagem no tempo de Barry vão ficando mais profundos e complexos e esse episódio foi de grande importância nesse sentido.

jornal

O episódio flui perfeitamente e termina com um gancho perfeito para a continuação em Arrow. DEZ.


Arrow – 5×8 – Invasion! (3)

Nota do crossover: 7

Quem assiste a série do arqueiro sabe: cada episódio é metade no presente e metade no passado, sempre 5 anos atrás (como será à partir da 6ª temporada?). Esse episódio não fugiu da fórmula: trocou apenas o passado por uma realidade alternativa perfeita.

laurel

O episódio foi bom, porém, se considerarmos que Sara Lance e Ray Palmer são descendentes de Arrow, de “crossover” mesmo o episódio teve muito pouco: Barry e Kara ficam separados de todos e Cisco trabalha com a Felicity nas gambiarras que ambos estão acostumados. Foi mais um episódio “reunion” do que “crossover”.


DC’s Legends of Tomorrow – 2×7 – Invasion! (4)

Nota do crossover: 8

Mais uma vez Kara é jogada para escanteio. O episódio mal começa e Oliver a expulsa do batalhão por “não estar afim de conviver com aliens”, ou algo do tipo.

karabrava
Bla, bla bla, ô cara chato. Quem não ia querer uma Kara do teu lado?

O destino dessa vez é a década de 50. Mick, Amaya, Nathan, Cisco e Felicity viajam ao passando enquanto Barry, Oliver, Sara e Ray cuidam do presente. As linhas do tempo se unem graças a 2 personagens, vilões – um humano e um alien.

flash
Destaque para o Flash colocando gentilmente a bala no ombro do infeliz.

O foco do episódio foi justamente no reflexo e resultado que as aberrações do tempo causam em todos. Flash com o Flashpoint, Dr. Martin com suas interações com seu “eu” do passado e os Legends (+ Cisco) com a missão nos anos 50. É necessário que Barry seja perdoado pelo Flashpoint para que a história ande em todas as frentes e esse foi, claramente, o objetivo desse episódio.


Crossovers são difíceis de produzir. Envolvem vários tipos de contratos e pessoas diferentes, escritores diferentes, locações, datas, dinheiro, química entre os atores, etc. E esse super crossover da DC passou longe de ser uma produção perfeita. Alguns personagens somem entre os episódios: Ex.: Jackson está no meio da confusão no episódio do The Flash e some completamente – o mesmo ocorre com Thea entre o episódio de Arrow e DC’s Legends of Tomorrow: ela está dentro da nave dos Legends quando o episódio acaba e na continuação ela não aparece mais. Os novatos de todas as séries também não participaram do crossover. E a exclusão da Supergirl da história foi bem fraca e desnecessária, e apesar de entender que foi a participação mais complicada de inserir no contexto e na produção, eu vejo Kara como o ponto máximo desse crossover – e isso não foi muito bem executado.

No geral, a tríplice FlashArrowLegends trouxe três ótimos episódios, apesar do crossover falho (caso você assista um episódio seguido do outro). E o episódio de Supergirl também não foi ruim, mas é oportunista dizer que a história da invasão começa ali sem 1 cena exclusiva sequer.

Nota geral do crossover: 7.5

Quem é fã, como eu, vai gostar. Mas, infelizmente, passou anos-luz longe de ser épico. A história também não deve refletir para a continuação das temporadas em nenhuma das séries (talvez The Flash seja a mais influenciada pelos acontecimentos). E o único gancho que foi deixado foi um gadget que Cisco deu para Kara poder se comunicar e viajar entre universos. No geral, foi uma boa semana para as séries da DC, mas nada super duper explodidor de cabeças.


Outros comentários:

Gotham, outra ótima série da DC, não participa dos crossovers e seus produtores ainda não desmentiram nem confirmaram se a história acontece no mesmo universo que as outras – a série é a única da FOX e mostra um (pré) Batman ainda adolescente, num passado anacrônico e com tom bastante diferente das outras, o que complica que as produções se cruzem.
gotham

Constantine, também da FOX, apesar de ter conquistado uma enorme legião de fãs, durou apenas 1 temporada. Curiosidade: No episódio 4×5 de Arrow, “Haunted”, Constantine deu as caras num crossover post mortem e alavancou a audiência do arqueiro em cerca de 10%. Vale ressaltar que o episódio foi um dos mais importantes da série até aqui, não só pela ótima participação de Constantine, mas por fatos que influenciaram todo o universo criado pela DC na TV.

constantine_10-750x380


Todas as imagens são de propriedade da The CW Television Network e da DC Comics.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *